Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009

Diário de um novo livro - 1

 Um livro é como um filho: quando nasce, vive-se uma alegria e acontecem grandes agitações. Ele é mandar os convites, ele é fazer entrevistas, ele é fazer e receber telefonemas, mensagens de texto, twitts e palpites no facebook... Dias alegres e confusos, como num filme cómico, épico e desfocado, tudo ao mesmo tempo.

A editora liga a dizer que fez isto e aquilo, os jornalistas ligam a marcar aqueloutro, os amigos querem ajudar, os conhecidos querem ser amigos — e o autor, não sabendo se há-de rir ou chorar, só pensa em ir directamente da partida para a chegada, sem passar pelos precalços.

 

Ora bem, o autor, sem tempo para blogar, toma uma decisão: vai fazer uma espécie de diário dos acontecimentos e estremecimentos, a publicar aqui assim que conseguir sentar-se cinco minutos. E vai pedir a alguns amigos que o ajudem, contando o que viram e ouviram e o que acham do livro.

 

Para já, com um grande sorriso se comunica que o lançamento em Lisboa foi um sucesso; muita gente engalanada, com ar de festa, amigos, presenças a que o autor dá grande importância. Autógrafos, abraços e beijinhos. Promessas de almoços e jantares, tertúlias e conversas perdidas assim que o tempo o permita. 

 

 

Maria João Costa (Livros d'Hoje), Ana Padrão,

JCN e Susana Santos (El Corte Inglés)

 

 

 


publicado por Perplexo às 00:58
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim


ver perfil

. 21 seguidores

O meu blogue

Perplexo

 

 

arquivos

Dezembro 2012

Novembro 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

subscrever feeds